14 agosto 2013

BLOGAGEM COLETIVA | Perrengues de viagem

A blogagem coletiva da vez é sobre "Perrengues de viagem". A ideia foi da perrengueira profissional Claudia Rodrigues, do blog Felipe, o pequeno viajante (vocês precisam ler os perrengues deste ser!), e aceita com muito entusiasmo pela galera querida e animada do grupo Viagens em Família, do qual faço parte no Facebook. Tem cada história inacreditável!

Eu estava até triste achando que era uma desperrengada e não tinha história para contar, mas lendo um perrengue aqui e outro acolá, acabei de lembrando de algumas situações que já vivemos em nossas viagens.

Espero que se divirtam! Alguns perrengues são muito antigos, do tempo em que ainda nem tinha câmera digital (muito menos blog), por isso não tenho fotos para postar. Deixo por conta da imaginação de vocês!

* Viagem para a Itália, em 2002 *
Éramos um grupo de mais ou menos 15 meninas, todas saudosas e ansiosas para encontrar seus namorados na Itália, um dos portos de uma viagem de navio que duraria 6 meses. A euforia era tanta que acharam que éramos garotas de programa. Por sorte tínhamos levado um documento que comprovava que éramos apenas jovens meninas com saudades dos seus amores que viajavam a trabalho e que não viam há 3 meses na ocasião - e olha que também paramos no Aeroporto de Barajas, na Espanha! Imagina isso nos dias de hoje!

* Fernando de Noronha, em 2005 *
Atire o primeiro pé de pato quem nunca levou um caixote! E eu levei em grande estilo, na praia do Sancho, em Fernando de Noronha. O passeio transcorria tranquilo, só que eu já estava cansada e queria voltar para a areia. Não estava me entendendo muito bem com o pé de pato quando de repente veio uma onda muito sinistra e me abraçou. Bati com a cabeça na areia, fiquei uns 10 segundos dentro d'água e achei que ia morrer. Meu marido, ainda namorado na época, estava desesperado esperando eu aparecer, e sem entender o que tinha acontecido. Hoje a gente ri, mas na época eu fiquei no maior cagaço muito preocupada.

* Alemanha, em 2008 *
Cheguei a Hamburgo e lá peguei uma van para Kiel, uma cidadezinha encantadora que fica bem ao norte da Alemanha. Rapidamente localizei o hotel e fui pra lá esperar meu marido chegar (ele chegaria na cidade de navio e fui pra lá para encontrá-lo). A recepcionista do hotel não falava e nem entendia nadica de nada de inglês. Queria pedir a ela que se meu marido ligasse pra lá, que ela avisasse que eu já tinha chegado. Imagina a cena! Nem mímica tava resolvendo. Mostrei a aliança, o telefone, o dicionário, fiz coração... no final eu resolvi ir para o quarto e começar a rezar.

* Chile, em Dezembro de 2009 *
Éramos um grupo grande de mulheres e crianças que fariam uma escala em Santiago para no dia seguinte viajar para Punta Arenas, onde encontraríamos nossos esposos viajantes. O Chile é conhecido por seu rigoroso controle sanitário, e eles não têm pena de ninguém. Não adianta tentar entrar com comida no país que você terá problema. Só que a gente não tinha a menor noção da coisa. Uma das passageiras (alô, Vivi!) separou um sanduíche do avião e se não me engano banana, para que sua filha de 2 anos pudesse comer no hotel quando chegássemos, tarde da noite, temendo que tudo já estivesse fechado. Problema certo! Fui ajudá-la como intérprete e quase fui fichada também, porque ele entendeu que eu queria assumir a responsabilidade dela. Depois de muita conversa e muito drama, deixamos a comida para trás e saímos com a ficha limpa. Essa lição foi bem aprendida!

* Chile, em Março de 2010 *
Saudade e juventude são duas coisas que, juntas, não medem muito as consequências. Meu marido estava viajando desde Outubro de 2009, e eu sempre aproveitava as oportunidades dos portos para ir ao seu encontro e matar a saudade. Só que em Março de 2010 eu encarei Santiago exatamente 1 semana depois do pior terremoto da história daquele país. Alguns me chamaram de louca, outros de corajosa, minha mãe apelou para todos os santos, mas lá fui eu feliz e contente sem ter a menor noção do que me esperava, afinal, eu só queria chegar em Punta Arenas e matar a saudade do meu amor.
Aeroporto de Santiago, improvisado em lonas no estacionamento


Os chilenos são assustadoramente organizados, e apenas uma semana depois do terremoto o aeroporto estava funcionando muito bem, obviamente que em instalações provisórias, mas as coisas fluíam. Só que não consegui me comunicar com minha família no Brasil, e tive que pedir ajuda no hotel que ficava dentro do aeroporto. De lá eu consegui avisar pelo Skype que tinha chegado bem. Meu voo atrasou e tive que dormir na maior friaca em um dos bancos que eles colocaram no estacionamento do aeroporto, dentro de uma enorme tenda onde funcionavam todas as atividades como check-in, despacho de bagagem etc.


Tive que usar o banheiro químico morrendo de medo que roubassem a minha mala do lado de fora; dormi agarrada na mala quase como uma mendiga; senti fome e sede, apesar de ter uma lanchonete "Gatsby" improvisada dentro da tenda (e praticamente vazia). Mas cheguei em Punta Arenas sã e salva, e tuuuudo valeu a pena. Só não digo que faria de novo porque hoje eu já tenho um filho que me espera, mas se não tivesse certamente faria. Não me arrependi um segundo sequer e foi bom demais.
A sinalização do meu voo: o momento mais esperado

* Estreito de Drake, 2010*
Esse perrengue meu marido passou sozinho (quero dizer, sem mim), quando se aproximava do tão temido Estreito de Drake, em sua primeira viagem rumo à Antártica. Fala sério, hein? Perrengaço esse!



 E que tal este visual?


* Rio de Janeiro, em Abril de 2013 *
Esse sem dúvida foi um dos piores perrengues que já passamos: o dia em que o Theo caiu do pônei e meu marido levou dois coices durante um passeio despretensioso em uma pracinha do Rio. Até hoje meu marido sofre as consequências destes coices, faz fisioterapia e ainda sente dores. Contei tudo neste post: http://www.cariocandoporai.com.br/2013/04/rio-de-janeiro-relato-de-uma-quase.html


E você, já passou por muitos perrengues em suas viagens e passeios em família? Compartilhe na caixa de comentários e vamos rir juntos!!!

*****************************************************
Outros blogs que também estão participando desta blogagem coletiva:

1. Claudia Pegoraro, Felipe, o pequeno viajante: http://felipeopequenoviajante.blogspot.com.br/2013/08/blogagem-coletiva-o-pequeno-perrengueiro.html

2. Karen Schubert Reimer, As Aventuras da Ellerim Viajante:
http://ellerimviajante.com.br/2013/08/blogagem-coletiva-perrengues-que-passamos-viajando-em-familia-frustracao-em-veneza.html

3. Cinthia Rangel, Boa Viagem: http://boa-viagem7.webnode.com//

4. Adriana Pasello, Diário de Viagem: http://www.diariodeviagem.com/photo/blogagem-coletiva-nossos-perrengues-de-viagem-em-familia/

5. Francine Agnoletto, Viagens que Sonhamos:
http://www.viagensquesonhamos.blogspot.com.br/2013/08/surpresasnuma-viagem-punta-del-este.htmlhttp://viagensquesonhamos.blogspot.com.br/2013/08/perrengues-em-familia-o-retorno.html

6. Eder Rezende, Quatro Cantos do Mundo:http://quatrocantosdomundo.wordpress.com/2012/03/04/a-nem-tao-perigosa-nairobbery-nairobi-quenia/

7. Erica Kovacs, Viagem com Gêmeos
http://viagemcomgemeos.com/2013/08/11/perrengue-da-primeira-viagem-internacional-a-historia-da-vitamina-de-aveia/

8. Debora Godoy Segnini, Gosto e Pronto: http://www.gostoepronto.com/2013/08/blogagem-coletiva-perrengues-de-viagem/

9. Ludmyla De Sena Broniszewski, Two Many Sides of Me: http://twomanysidesofme.wordpress.com/2013/08/08/perrengues-de-viagem-perrengue-numero-3-blogagem-coletiva-viagens-em-familia/ (este é o perrengue 3! Tem o 1 e o 2!!)

10. Renata Schiffer, A Renata teve infância e sabe ser feliz!: http://www.renataschiffer.com.br/?p=541

11. Andréia Mannarino, Mistura nada básica :   http://misturanadabasica.blogspot.com.br/2013/08/blogagem-coletiva-perrengues-que.html

12. Andréa Barros, Do RS para o Mundo: http://dorsparaomundo.blogspot.com/2013/08/segunda-blogagem-coletiva-os-perrengues.html

13. Andrea Martins, do Malas e Panelas: http://malasepanelas.com/viagens-em-familia-saudades-do-carrinho/

14.Aryele Herrera, Casa da Atzin :http://casadaatzin.wordpress.com/2012/10/19/o-dia-em-que-eu-apaguei-em-toquio/ 

15. Flávia Maciel, Bebê pelo Mundo:http://bebepelomundo.blogspot.com.br/2013/08/blogagem-coletiva-viagens-em-familia.html 

16. Renato Martins, do Renato Blogging (nada a ver o nome, é um blog antigo que posto raramente):http://renatoblogging.blogspot.com.br/2013/08/o-maior-perrengue-que-passamos-viajando.html

17. Sut-Mie Guibert, Viajando com Pimpolhos: http://viajandocompimpolhos.com/2013/08/12/blogagem-coletiva-nossos-perrengues-de-viagem-em-familia/

18. Andreza Trivillin, Andreza Dica e Indica Disney: http://www.andrezadicaeindicadisney.com.br/2013/08/blogagem-coletiva-perrengues-de-viagem.html

19. Debora Galizia, Viajando em Família: http://viajandoemfamilia.com.br/blogagem-coletiva-perrengues-de-viagem/

20. Thiago Cesar Busarello, Vida de Turista:
http://www.vidadeturista.com/artigos/blogagem-coletiva-perrengues-de-viagem/

21. Ana Cinthia Cassab Heilborn, Travel Book: http://www.travelbook.blog.br/2013/08/nossos-perrengues-de-viagem-em-familia.html

22. Ingrid Patrícia Cruz, Viagens em Família: http://grupoviagensemfamilia.wordpress.com/2013/08/13/blogagem-coletiva-todo-mundo-tem-um-perrengue-pra-contar/

23. Michely Lares, Viagens da Família Lares: http://viagensdafamilialares.blogspot.com.br/2013/08/blogagem-coletiva-perrengues.html?m=1

24. Karla Alves Leal, Cariocando por aí:

25.Marcia Tanikawa, Os Caminhantes Ogrotur


27. Patricia Papp, Coisas de Mãe:

28. Cynara Vianna, Cantinho de Ná:

7 comentários:

  1. karlinha, o perrengue.do chile chegou a.ser.engraçado!!!!!! Sua doida!!!!! Kkkk adorei. Bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é, Re!!! Hoje a gente ri!!! kkk

      Bjs

      Excluir
  2. Guria, coice de pônei é famoso por ser terrível kkk que m... hein???
    Pra quem se dizia desperrengada tu resgatou vários!!!
    Que legal isso de viajar pelo mundo encontrando o maridão! Já vai te preparando pra próxima blogagem coletiva, 12/10, as viagens da nossa infância!
    Bjokas, Claudia@pequenoviajante

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é, a gente nem sabia disso! E aprendemos na pele, literalmente.
      E não é que eu achei vários! Fui lendo o dos outros e fui me lembrando... mas nada se compara aos seus!!! kkkk

      Quanto a viajar para encontrar o maridão, era a forma que a gente encontrava para amenizar a saudade, porque ele viajava muuuuuito! E aproveitar também, né? rs

      Xi... essa próxima blogagem vai dar trabalho! rs

      Bjs

      Excluir
  3. Karla,

    Pra quem estava se sentindo desperrengada vc se saiu muito bem!
    Tem perrengue pra mais de metro, rsrsrsrs

    Bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E não é, Fran!?!? kkkkkk
      Até que me saí bem!!!! rs

      Bjs

      Excluir
  4. Karla do céu! Eu também estive no Chile após o terremoto e também passei pelas tendas do estacionamento. Foi a primeira viagem internacional do nosso menor, então com 4 meses. Concordo contigo, como os chilenos se organizaram rápido. E vou te dizer uma coisa: senti 2 tremores pequenos enquanto estava lá. Um deles durante a noite e o moisés saiu do lugar de madrugada... Fiquei com o coração na mão quando acordei! O do pônei eu até tinha esquecido, mas agora lembro bem. bjks

    ResponderExcluir

Adoraria receber seu comentário, mas não esqueça de deixar seu nome, por favor. NÃO SERÃO ACEITOS COMENTÁRIOS ANÔNIMOS!

Está com dúvidas sobre alguma dica ou destino, não mande e-mail, escreva na caixa de comentários. Sua dúvida pode ajudar outras pessoas!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Booking.com
♥ Layout por Designing Dreams © 2015 • Blogger • Todos os direitos reservados •Topo