12 dezembro 2017

Cariocando por aí recebe... Deborah Pequeno e suas dicas para viajar no inverno só com a mala de mão

Cariocando por aí recebe... é a coluna do blog onde trazemos pessoas especialmente convidadas a compartilhar suas dicas de viagens, passeios, hospedagens, restaurantes, fotografias e tudo de mais interessante que elas tenham vivido.



Eu amo viajar, isso não é novidade para vocês! Mas com o passar dos anos, fazer mala deixou de ser tão divertido pra mim (sim, já curti, acreditem!). Eu acabo deixando pra última hora e, por mais que esteja me esforçando para viajar cada vez mais leve (e tenho conseguido! 🙏) e de já ter tido algumas experiências de viajar apenas com a mala de mão, eu ainda cometo o erro de levar roupas demais e voltar com algumas delas sem nem ter tocado.

Eu costumo dizer que fazer mala é um exercício, é prática. A cada viagem a gente vai se aperfeiçoando e aprendendo... com a prática, e com os erros também! Agora... vocês já cogitaram viajar para o inverno europeu só com a mala de mão? Gentchyyy, quando a minha prima Debbie me contou essa façanha, pedi pelamordedeus pra ela escrever correndo um post pro Cariocando. E ela topou!!! Que maravilha, espero me inspirar nessa experiência e ajudar você aí do outro lado que está lendo este post!

Partiu invernão sem despachar?


                                                    ******************************


Por Deborah Pequeno

Confesso que arrumar as malas sempre foi um desafio, passava a semana que antecedia a viagem colocando e retirando roupas da bagagem, até chegar à quantidade “ideal” e conseguir fechar o cadeado, mas por uma questão de insegurança, costumava carregar mais peças do que realmente precisava e sempre voltava para casa com diversas roupas sem usar. Depois de passar alguns perrengues carregando peso desnecessário por aí, resolvi que poderia fazer diferente e com pequenas mudanças fui me adaptando.

O primeiro teste foram 3 dias em Florianópolis e foi fácil! Viajamos (eu e meu marido) cada um com uma mochila (tamanho padrão) e deu super certo, mas ainda assim voltamos com roupas sem uso. O destino seguinte foi Foz do Iguaçu: foram 4 dias de viagem, utilizando a mesma mochila e novamente, não senti falta de nada!!!

Diante de duas experiência bem sucedidas 😊 , estava decidida a encarar 10 dias do inverno europeu apenas com bagagem de mão e não é que deu super certo?! 

Seguem algumas dicas práticas que fizeram diferença na hora de arrumar a mala!

Dicas da Deborah Pequeno
Meus primos lindos!

Esclarecendo o princípio das 3 camadas: a primeira, conhecida como segunda pele, é a roupa térmica. Ela retira o suor da superfície da pele, transferindo-o para a superfície externa do tecido, enquanto mantém o corpo seco e com temperatura estável. Precisa ficar colada ao corpo, porém confortável. A segunda é a peça que irá aquecer, dependendo da temperatura pode ser um fleece, um suéter ou até mesmo apenas uma blusa de manga comprida. E a terceira camada é a que irá proteger da chuva, do vento e da neve.

Dicas da Deborah Pequeno
Fonte: Quechua

Primeira camada: respirabilidade 

Investi em um conjunto térmico e um par de luvas. Levei também 3 meias calças que já tinha, que são mais grossinhas. Deixei para usar o conjunto térmico na cidade que, de acordo com a previsão do tempo, pegaria mais frio. E assim foi. 

Dicas da Deborah Pequeno

Obs.: Minha opinião sobre luvas touch é que não valem a pena. Custam até 3x mais e na prática deixam a desejar. Ainda não conheço uma marca que funcione de verdade.

Segunda camada: aquecimento

Blusas: incluí na bagagem desde camisa básica até fleece. Por que? Depende muito da temperatura e da programação do dia, por exemplo: em um roteiro com passeios mais ao livre, o ideal é uma peça que aqueça mais, porém em um dia de passeios a museus (ambientes aquecidos) o ideal é uma peça mais leve. Sem dúvidas, foi o que mais tomou espaço na mala, mas organizei tudo em rolinhos e aproveitei cada canto.
Dicas da Deborah Pequeno

Calças: abusei das legging de suede/ plush/ veludo (como queiram chamar)! São ótimas pois aquecem, são super confortáveis e ocupam muito pouco espaço! Também levei legging de malha para usar com meia calça e deu super certo. Calça jeans levei apenas uma e acreditem, não usei! 
Dicas da Deborah Pequeno

Terceira camada: proteção

Escolhi duas peças. A primeira foi um sobretudo preto, longo (ajuda a proteger as pernas do frio) e de lã. Não coloquei na mala e preferi carregar durante o trajeto de ida e volta nos braços, pois ocuparia muito espaço. A segunda peça foi um casaco corta vento, curto, impermeável, com capuz e proteção para mãos, ideal para dias de chuva. Usei os dois.
Dicas da Deborah Pequeno

Sapatos: escolha um bom calçado! Bolhas nos pés podem acabar com a sua viagem. Considere conforto, impermeabilidade, aquecimento e versatilidade. O modelo ARPENAZ 500 WARM WTP da marca Quechua foi perfeito! Não machucou, não fiquei com os pés úmidos, protegeu muito bem durante a chuva e ainda me permitia usar cano alto ou baixo, pois o material é dobrável. Lembre-se de fazer um “test drive” antes, mesmo que seja em casa! 
Dicas da Deborah PequenoDicas da Deborah Pequeno

Além da bota, levei um chinelo para usar no quarto do hotel e um par de tênis, que usei apenas uma vez devido ao frio. No meu caso, o roteiro não incluía passeios noturnos em lugares que exigissem um traje específico, então a bota me atendeu perfeitamente.

Acessórios: são muitos os acessórios disponíveis no mercado, porém no Brasil o custo é alto. Por exemplo, a mesma luva que paguei em uma loja no Rio de Janeiro R$ 80,00, custava 5 Euros em Paris 😕. Na verdade era esse o preço para protetor de orelha (tipo fone), cachecol, protetor para pescoço de lã, para o rosto... Sem dúvida vale a pena providenciar assim que chegar lá, e você irá achar um vendedor em cada esquina.

Bolsa pessoal: além da bagagem de mão, levei uma bolsa pessoal grande com remédios, carregador de celular, câmera, passaporte, nécessaire e uma bolsa pequena para utilizar no dia a dia. E o André levou uma mochila pequena. 

Em relação a produtos de higiene pessoal, levei todos em embalagens pequenas, apenas o essencial. Lembrando que em voo internacional o limite para transporte de líquido em bagagem de mão é de até 100ml.
Dicas da Deborah Pequeno

Vantagens de ficar apenas com bagagem de mão:

- Você não precisará perder tempo despachando bagagem

- No desembarque não terá que aguardar na esteira para retirar sua mala

- Em alguns destinos você poderá utilizar bastante metrô e trem para se locomover e apenas com uma bagagem de mão leve, ficará muito mais fácil subir e descer escadas, entrar e sair de vagão...

- Economia! Algumas companhias aéreas cobram para despachar babagem

- Sua mala não será extraviada

Outras dicas:

- Fique atento às dimensões e ao peso de sua bagagem de mão. Em voos internacionais os limites dependem da companhia área, mas normalmente não pode ser maior que 115 cm (considerando altura + comprimento + largura) e o peso máximo é de 10 kg. Além disso, alguns itens são proibidos. No meu caso, embarquei com uma mala com 109 cm e 7,5Kg.

- Escolha peças curingas e preferencialmente em cores básicas, assim fica mais fácil realizar diferentes combinações. Deixe em casa aquela blusa que não combina com nada! 😉

- Abuse dos lenços e cachecóis!!! Ocupam pouco espaço, são leves e permitem brincar com o visual. 

- Só leve o que você tiver certeza que irá usar. Não adiantar colocar na mala com o pensamento “nunca consegui usar, mas agora vai”. Esse não é o momento para isso. 

- Confira sempre a previsão do tempo e considere também o histórico climático do local.

- Para facilitar, dê preferência por roupas que não amassem.

- Seja criativa!!! Você não precisa do armário inteiro para criar looks diferentes!

Dicas da Deborah Pequeno

                                                        ******************************

Cara, invejei! Juro, meu sonho agora é viajar para o inverno no hemisfério norte sem despachar mala! Agora já aprendi tudo, só falta a passagem!!! 😂 Brincadeiras à parte, super dicas, Debbie! Lendo assim fica até fácil fazer uma mala compacta, mesmo no inverno brabo! Espero que suas dicas ajudem muita gente também! Muito obrigada por compartilhar sua experiência com a gente, amei!


------------------------------------------------------------
Acompanhe nossas dicas pelas Redes Sociais!
Clique no botão laranja acima para receber nossos posts por e-mail. Você pode se descadastrar quando quiser!
------------------------------------------------------------
Procurando hotéis em Paris? Consulte o nosso parceiro Booking.com, onde sempre fazemos nossas reservas. Você não paga nada a mais por isso, garante os melhores preços, ajuda o blog e ainda pode cancelar sua reserva gratuitamente.



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Adoraria receber seu comentário, mas não esqueça de deixar seu nome, por favor. NÃO SERÃO ACEITOS COMENTÁRIOS ANÔNIMOS!

Está com dúvidas sobre alguma dica ou destino, não mande e-mail, escreva na caixa de comentários. Sua dúvida pode ajudar outras pessoas!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Booking.com
♥ Layout por Designing Dreams © 2015 • Blogger • Todos os direitos reservados •Topo